“Pio XII arriscou a vida para salvar os judeus em Roma” – Papa Francisco
junho 16, 2017
Repouso e segurança no Coração que amou até o fim
junho 22, 2017

São Luís Gonzaga – 21 de junho

São Luís Gonzaga (1568-1591)
21 de junho
Pio XI o proclamou padroeiro da juventude católica (1526). Vale a pena recordar este jovem nobre, herdeiro do Marquesado de Castiglione, Itália, perto de Mântua, cujo governante era seu tio. Poderosa família a dos Gonzagas! Um outro tio de Luís era Cardeal e outro ainda, Superior geral dos Franciscanos. O Pai, Ferrante, o queria militar, e, o garotinho de 5 anos já era levado aos acampamentos e exercícios. Desenvolveu-se fisicamente, e tinha uma robusta figura. Certamente sua mãe, Dona Marta, o influenciou para que ele, desde cedo, amasse a Deus cada vez mais. Para desviá-lo desta “perigosa” inclinação, Ferrante o enviou à corte de Toscana, mas lá ele frequentou a corte da Rainha do Céu, indo orar no Santuário da Anunciação. Tinha dez anos, quando recebeu a 1ª comunhão de São Carlos Borromeu. Depois seguiu para a corte da Espanha, onde reinava Filipe II, que o fez companheiro do filho e herdeiro. Mas Luís percebeu que, atrás das brilhantes fachadas, havia muita podridão, fogueira das vaidades, jogos sexuais e até assassinatos. Seu próprio pai era jogador inveterado e perdeu até as quantias devidas a seus rendeiros. Na crise, teve um forte ataque de ácido úrico (“gota”). Luís, adolescente, teve de enfrentar os credores e reorganizar as finanças da família e do feudo. Seria um dos argumentos do pai para que não entrasse na Companhia de Jesus. Ele fazia ver a Luís que seu irmão mais moço era demais entregue a diversões e futilidades.
Mas Luís renunciou a seus direitos e entrou na jovem Companhia de Jesus em 1585. Durante o Noviciado, teve de viajar para acalmar os orgulhosos e irritadiços Gonzagas, evitando disputas e até guerras. Teve como mestre espiritual e confessor um grande santo, doutor da Igreja, São Roberto Belarmino. Luís já estudava teologia, quando se deu uma grande epidemia em Roma. Chegou a carregar doentes caídos na rua. Meses depois a febre tifóide o levou ao céu. Foi canonizado em 1726.
São Luís Gonzaga, rogai por nossa juventude!