Louvor à Imaculada Conceição – 8 de dezembro
dezembro 7, 2017
Verdadeira história a imagem milagrosa se Nossa Senhora de Guadalupe
dezembro 11, 2017

São Dâmaso, o Papa do “Glória”, da “Vulgata”, das catacumbas e do Cânon dos livros bíblicos – 12 de dezembro

São Dâmaso (305-384)

 

12 de dezembro

 

Se Portugal já existisse, São Damaso seria o primeiro Papa português, mas de fato ele nasceu no território que, na época, era província romana. Ele foi contemporâneo do Imperador Constantino, e exerceu seu ministério pontifício já com  a liberdade de culto concedida aos cristãos pelo famoso Edito de Milão.

 

Para tomar posse, Dâmaso teve de enfrentar a contestação violenta de certo Ursino. Houve tais batalhas entre os partidários de um e outro, que as crônicas registram 137 mortos num só dia. A autoridade imperial de Valentiano I interveio, e Ursino teve de se retirar.

 

Assim seu pontificado se iniciou, afinal, em 366. A ele devemos várias obras, o Cânon das Escrituras (a lista oficial na Igreja dos livros inspirados), o envio de legados ao Concílio de Constantinopla II, onde a Igreja unida proclamou sua fé na divindade de Cristo, contra a heresia do arianismo, e a divindade do Espírito Santo. A ele devemos uma importante versão latina da Bíblia, a Vulgata, que ele encarregou São Jerônimo de organizar.

 

Dâmaso ergueu  uma basílica em honra do grande Diácono e Mártir, São Lourenço. Uma sua irmã é venerada como Santa Irene. Ele também organizou as catacumbas, onde os cristãos não só enterravam seus mortos e guardavam as relíquias dos seus mártires, mas celebravam a Eucaristia em tempos de perseguição. Consta que foi ele o responsável por introduzir o “Glória” nas missas festivas e solenes, uso que se mantém até hoje.

 

Enfrentando o arianismo, e autoridades a ele simpáticas, não hesitou em depor os bispos heréticos e firmar os bispos católicos no Oriente e no Ocidente, sendo sua autoridade moral aceita até pelos Imperadores. São Damaso não quis ser enterrado nas catacumbas, pois não se considerava digno de jazer na companhia de tantos mártires.

 

Ele tem sido considerado um dos maiores papas do século IV. Na Missa em sua honra, rezamos:

 

Concedei-nos, ó Deus, permanecer fieis ao culto de vossos mártires, promovido na vossa Igreja pelo papa São Dâmaso.

Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,

Que convosco vive e reina

Pelos séculos dos séculos,

Amém!