Aprendendo com Maria
junho 12, 2013
O QUE ANCHIETA REPRESENTA PARA A CULTURA BRASILEIRA
junho 14, 2013

Santíssima Trindade

A Ss Trindade vem ao nosso encontro! Advento de Nosso Redentor! A SS Trindade vem nos socorrer! Advento de N S Jesus Cristo!

Santíssima Trindade

O mistério da Santíssima Trindade sempre significou um desafio para a inteligência dos teólogos, a saber, daqueles cristãos que dedicam sua vida a pensar e a procurar as verdades que Deus mesmo nos revelou.
Nos relatos bíblicos do Antigo Testamento não aparece nenhuma vez a expressão Santíssima Trindade embora se apresente em sinais, símbolos e imagens.Gn 1, 26 Deus disse: Façamos o homem à nossa imagem e semelhança.
É muito conhecido o ícone do monge russo André Rublev. Apresenta as três pessoas divinas na forma dos três Anjos que visitaram Abraão em Mambré (Gn 18, 1-5 ), e que depois desapareceram, deixando a impressão clara de uma visita do próprio Deus.
Muitas vezes se tem lançado mão de analogias e figuras tiradas da vida material, para representar a trindade de pessoas e a unidade de comunhão. Por exemplo: o sol, ao raio e o calor, ou então apontaram para três velas acesas, que se encontram numa só chama. Muitas catequistas mostram às crianças o trifólio, isto é uma folha com três pontas distintas.
Nosso Deus é Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo… Deus não é um ser impessoal, informe. As pessoas Divinas são três sem fusão nem confusão. A Teologia Bíblica encontrou uma palavra para expressar esta dinâmica divina: VIDA…
O próprio Jesus, o Filho encarnado, se apresentou como aquele que veio trazer vida e vida em abundância (Jo 10, 10 ).
Deus é explosão de vida e fonte de comunhão de amor. Não se ama quem não se conhece. E como conhecer a Deus? Ele se manifestou e seu deu a conhecer através de seu Filho. ”Ninguém conhece o Filho, senão Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Pai quiser revelá-lo” Mt 11, 27).
Deus é amor! Deus é fonte da Vida! Ele é a grande bênção original. O nosso Deus é o Deus da vida, Ele ama a vida, Ele quer Vida. Ele é a FONTE geradora e conservadora da VIDA.
A Deus Pai é atribuída a criação; ao Filho a Redenção e o Espírito Santo a nossa santificação. Nosso Deus trabalha em não comunitariamente, sendo que o Espírito Santo é quem nos ajuda a realizar o nosso grande “projeto”: ser santo, ser santa – ser imagem e semelhança …
Se não prestarmos atenção ao que Deus nos fala em si mesmo, vamos criando imagens de um Deus desencarnado, ausente da história, distante, desinteressado, policial e muitas vezes carrasco.
É fácil dizer: – Vem Espírito santo, ilumina-nos! Ele, no entanto, não vem sem mais nem menos. Na Trindade, Ele é expressão de comunhão. Ele não vem onde não há comunhão. Onde não há Espírito Santo não existe comunhão, não há luz, mesmo que as lâmpadas estejam acesas, não há caminho. Isto não significa ausência de dificuldades, problemas e atritos. Esta situação não deve nos acomodar, e sim levar a um grande desejo de construir comunhão.
Antes de partir para o Pai, Jesus deu uma última recomendação que nos lembra a Trindade Santa. “ Toda a autoridade foi dada a mim no céu e sobre a terra. Portanto, vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos, batizando-os em nome do Pai , e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a observar tudo o que ordenei a vocês. Eis que eu estou com vocês todos os dias, até o fim do mundo”.(Mt 28, 18-19).

Ir. Teresa Cristina Potrick, ISJ