Problemas de Lot
abril 17, 2013
Isaac: o Filho da Velhice e da Promessa (Gn 21-22)
abril 17, 2013

A promessa, a risada de Sara e o dom de Deus

R. Paiva, SJ

É um relato bonito! Era a hora mais quente do dia, naquele país, à beira de grandes desertos! Imaginemos o chefe dos pastores, Abraão, repousando diante de sua tenda, à sombra de um grande carvalho (ver Gn 18,1-15). Ele viu três viajantes, a pé, chegando pela trilha. Imediatamente, foi ao encontro deles, e ofereceu-lhes hospitalidade! E que hospitalidade! Mandou Sara preparar bolos, escolheu, pessoalmente, um bezerro e mandou os empregados fazerem um bom assado. E o serviu com coalhada e leite fresco. Mais ainda: “Ficou de pé junto deles, sob a árvore, enquanto comiam!”.

Para resumir, o casal Sara e Abraão já ultrapassara da idade de ter filhos. Abraão tivera filhos com algumas concubinas, mas Sara parecia definitivamente estéril. Os 3 hóspedes, agradecidos, já de partida, chamaram Sara e disseram aos dois que dentro de um ano lhes nasceria um filho. Sara não conteve uma risada, pois como seria possível que “depois de idosa” viesse a “sentir prazer”! Com esta risada de ironia, falta de esperança e fé, Sara representa nossa humanidade descrente, que se acha muito “realista” quando acredita que “o mundo não tem jeito mesmo”, ou que “a Igreja está chegando ao fim”, ou que “chegamos a um beco sem saída”.

“Mas o Senhor disse a Abraão: ‘Existe coisa por demais maravilhosa para o Deus? Voltarei a ti no próximo ano, por este tempo, e Sara terá, então, um filho’ ”. Abraão confiou. No ano seguinte, o casal se alegraria com o nascimento de Isaac (Gn 21,1-7). Como viria a dizer o Arcanjo Gabriel a Maria, filha de Abraão: “A Deus nada é impossível!” (Lc 1,37).

No texto do capítulo 18 de Gênesis, no 1º versículo, está escrito: “O Senhor apareceu a Abraão…” No versículo seguinte, lemos: “(Abraão), tendo levantado os olhos, viu 3 homens…” Mais adiante, no versículo 9, são “os 3 homens” que chamam Sara, para que ela também ouvisse a promessa. Contudo, logo é dito: “O Senhor disse a Abraão…” Então, o texto usa ou Um por Três ou Três por Um! Por isso, muitos leitores cristãos, através dos séculos, têm visto aqui um anúncio da revelação, por Cristo, do Mistério da Trindade: Deus é um só em três Pessoas! “Em Nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo” somos todos batizados!