Os Juízes: Deus sempre socorre os mais fracos, nos tempos de Samgar e Eúd
agosto 12, 2015
Perseguidos: tempos difíceis! Um dossiê da Cáritas italiana
agosto 14, 2015

A solenidade da Assunção – 15 de agosto

Assunção de Nossa Senhora – 15 de agosto

 

Por volta de 451, na época do Concílio Ecumênico de Éfeso, o lecionário da Igreja na Armênia já mencionava a festa da Assunção. O lecionário georgiano a incluía no século VIII. O Imperador Maurício, morto em 602, a estendeu a todo o Império, com o nome de “Dormição” de Maria Santíssima. Mas, no século VIII, no sacramentário gregoriano, ela já era celebrada com o título de “Assunção”, honrando a “que passou pela morte, sem estar sujeita a seus vínculos” *

Nenhuma relíquia corporal de Nossa Senhora foi venerada jamais na Igreja, e autores cristãos antigos, no Ocidente, como Gregório de Tours (594), e no Oriente, como modesto de Jerusalém (634) falavam na fé na Assunção como coisa sabida e celebrada na Igreja. Em 1946, Pio XII consultou os Bispos de todo o mundo, e, diante da resposta afirmativa, testemunhando a fé universal, definiu o dogma da Assunção aos céus, em corpo e alma, da Virgem Mãe de Deus (1950).

Nossa Senhora da Assunção, rogai por nós!

* Ver Enzo Lodi, “Os Santos do Calendário Romano”, Paulus / SP2001, p 319-322.