O jovem Moisés (Ex 2)
abril 17, 2013
Coisas da Bíblia: Moisés é chamado e enviado!
abril 17, 2013

Coisas da Bíblia: Moisés se torna um homem maduro

Pe. Paiva, SJ

moises

Moisés se torna um homem maduro
(Ex 2,15-25)

Moisés tinha um fim honesto: defender um homem agredido. Mas usou o meio errado: matar o agressor. Não era o jeito de Deus libertar o povo. Por isso ele tem de fugir para o deserto de Madiã, mais adiante do deserto de Sinai, e fora do controle do faraó. Cansado, junto a um poço, encontrou umas jovens, que tinham vindo dar de beber ao rebanho. Alguns pastores cegaram e queriam expulsá-las. Moisés “as socorreu e até deu ele mesmo de beber” às ovelhas das moças. Eram filhas de um sacerdote da tribo de Madiã, chamado Jetro.

O jovem Moisés, que tinha defendido os oprimidos matando o egípcio, agora defende as injustiçadas sem não matar ninguém! Ele estava aprendendo a lição da vida: a terra há de pertencer não aos violentos, mas aos pacíficos: serão felizes os mansos, porque terão a terra prometida como herança (Mt 5,5). Mais tarde, vai ficar escrito no Livro dos Números: “Moisés era um homem extraordinariamente humilde (manso), sem comparação com nenhum outro sobre a terra” (Nm 12,3). Também São Pedro teve de ser educado para aprender que o jeito de Deus não é o recurso à violência: “Põe de novo a espada na bainha – disse-lhe Jesus – porque todos os que usam a espada, pela espada morrerão” (Mt 26,52). Pedro repetiu o ensino do Mestre “manso e humilde de coração” (Mt 11,29): ele deseja que tenhamos corações repletos de “espírito de mansidão e tranquilidade” (1Pe 3,4).

Jetro, agradecido, deu sua filha, Séfora, em casamento ao estrangeiro foragido. Moisés se tornou pastor de ovelhas. Teve muito tempo para contemplar as estrelas nas noites de guarda. Terá lembrado a história de outro pastor, seu antepassado Abraão e da promessa que o Senhor lhe tinha feito: “Serão mais numerosos que as estrelas do céu” (Gn 26,4).