Coisas da Bíblia: Moisés é chamado e enviado!
abril 17, 2013
Coisas da Bíblia: Moisés tem de entrar em conflito
abril 17, 2013

Coisas da Bíblia: Moisés vê o Senhor abrir horizontes para o povo oprimido

R. Paiva, SJ

moises_promessaMoisés vê o Senhor abrir horizontes para o povo oprimido (Ex 3,16-20)

As certezas da vida só nascem quando as intuições dão certo e viram fatos cientificamente comprovados. Promessas e profecias só têm “certificado de origem”, quando se cumprem (Ez 12,21-25).

Sozinho, de pé diante de um espinheiro que ardia, recebendo a revelação de um nome, que era verbo, Moisés ficou sem saber o que pensar. Ainda mais que lhe foi anunciado um futuro de sonho: o povo ficaria livre do Faraó, sairia da opressão e ganharia uma Terra Prometida, onde haveria leite e mel. Não seria uma terra dada “de mão beijada”. Ocupada por vários povos, cultivada, com cidadelas muradas, onde governavam pequenos reis, também não era uma terra da qual Moisés não tivesse notícia. Afinal o país que hoje chamamos “Terra Santa”, pagava imposto ao Faraó. O comércio de caravanas era intenso, pela orla do Mediterrâneo, entre Gaza e o delta do Nilo. Além disso, Moisés já conhecia as memórias de sua gente, do ciclo de histórias, em torno de personagens centrais, como Abraão, Jacó – Israel e Isaac.

Outra promessa se não deixou Moisés espantado, ele hoje faz a multidão de estudiosos dos textos bíblicos levantar outra multidão de hipóteses: os egípcios deixariam os hebreus partirem com suas posses: E farei que este povo encontre graça junto aos egípcios, a fim de que, ao partirdes, não saiais com mãos vazias” (Ex 3,21). È proposta uma hipótese: os redatores do texto se defrontaram com duas antigas tradições orais. Uma, pró egípcia, guardaria lembrança de um momento político como no tempo dos faraós nacionalistas, a rainha Hashepsowe e do seu marido e sucesso Tutmósis II, que teriam querido livra o solo egípcio de estrangeiros, e facilitaram um êxodo voluntário, como as modernas “demissões voluntárias”.

A segunda memória, anti-egípcia, recordava o êxodo fuga, depois de um longo período de atrito… O fato, que Moisés não podia ter certeza naquele momento, era que a Terra Prometida seria, de fato, um lar para seu povo.