A Trindade
abril 18, 2013
O mal no mundo, a Salvação – Deus “Pai”? Não “Mãe”?
abril 18, 2013

Deus tudo criou bom: seres visíveis e seres invisíveis (Anjos)

mar

Deus Criador dos seres visíveis e invisíveis tudo criou e viu que tudo era bom!

28. Que significa o nome de Jesus? Por que ele é chamado “o Cristo” ou “Jesus Cristo”?

Jesus quer dizer “Javé salva”, ou “Javé é o Salvador” (ver Mt 1,21). Ele é chamado “o Cristo” ou “Jesus Cristo” porque “Cristo” é a tradução grega para a palavra “Messias”, que quer dizer “o Ungido”: O grego era a língua mais usado nos países onde primeiro se difundiu o Evangelho. Os quatro Evangelhos, os Atos dos Apóstolos, as Epístolas, ou Cartas, e o Apocalipse foram escritos em grego. No Evangelho de Mateus lemos: Tu és o Cristo, o Filho do Deus Vivo (Mt 16,16). Foi Deus mesmo quem ungiu Jesus (At 10,38), não com o azeite, como os sacerdotes e reis de Israel, mas com o óleo da alegria (Hb 1,9; ver Sl 45/44,7-8). Por isso Jesus é o doador da verdadeira alegria: Também vós, agora, estais tristes; mas eu vos verei de novo, e o vosso coração se alegrará e ninguém vos tirará esta alegria (Jo 16,22).

29. Porque Jesus Cristo é chamado de “Nosso Senhor”?

Já no seio materno, ele foi chamado meu Senhor por Isabel: Isabel ficou repleta do Espírito Santo e com um grande grito exclamou: … “Donde me vem que a Mãe do meu Senhor me visite?” (Lc 1, 41-43). Tomé o adorou, dizendo: Meu Senhor e meu Deus! (Jo 20,28). Paulo ensina: Ninguém pode dizer: `”Jesus Cristo é o Senhor”, a não ser pelo Espírito Santo (1 Cor 12,3). Por isso, ele nos convida a dar graças a Deus, que nos concede a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo (1 Cor 15,57). Paulo assim reza: Queira o mesmo Deus, nosso Pai e nosso Senhor Jesus Cristo dirigir nosso caminho para vós … que ele fortaleça os vossos corações numa santidade irrepreensível diante de Deus, nosso Pai, por ocasião da vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo com todos os seus santos (1 Ts 3,11.13). Porque a salvação nos chega mediante nosso Senhor Jesus Cristo (1 Ts 2,9) Paulo também diz: Ordeno-te na presença de Deus, que dá a vida a todas as coisas, e na presença de Cristo Jesus, que deu testemunho diante de Pôncio Pilatos numa bela profissão de fé: guarda o mandamento, conservando-te sem mancha e irrepreensível até a manifestação de Nosso Senhor Jesus Cristo (1 Tm 6,13-14).

30. Deus é “Todo-Poderoso”?

Sim, a Deus tudo é possível (Mt 19,26). Tudo o que for bom e sábio, pois Ele é Bondade e Sabedoria. Seu poder não é domínio e violência, mas amor, misericórdia e compaixão. Deus não age com prepotência ou arbítrio, pois ele é Deus e não homem, que nos atrai a si com laços humanos, laços de amor, não nos abandonando e tratando com vingança nem quando pecamos: Não executarei o ardor de minha ira … sou o Santo no meio de ti e não voltarei a ti com furor (ver Os 11,1-11).

31. Deus é Amor?

Sim, Deus é Amor (1 Jo 4,8.16). Que tipo de amor Ele é podemos compreender acolhendo o que nos diz Paulo no “Hino do Amor”, isto é, “da Caridade”: A Caridade (o Amor) é paciente, a caridade é benigna, não é invejosa; a caridade não é orgulhosa, não se ensoberbece; não é indelicada, não é interesseira, não se irrita, não guarda rancor, não se alegra com a injustiça, mas se delicia com a verdade; tudo perdoa, tudo crê, tudo espera, tudo tolera (1 Cor 13,4-7). Caridade é o amor verdadeiro, muito diferente do desejo de possuir, gozar e usar. O amor divino e o amor humano verdadeiro e sincero é a livre vontade de se doar e fazer o bem.

32. Quais são as conseqüências da fé no Deus Único?

• Reconhecer sua grandeza e bondade: Pois tu és grande! Só tu és Deus (Sl 87/86,10); O nosso Deus é misericordioso (Sl 116/115,5).
• Viver em ação de graças: Como retribuirei ao Senhor todo o bem que ele me fez? (Sl 116/115,12); Em tudo dai graças! (Ef 4,6).
• Usar corretamente todas os recursos naturais, cuidando da terra, da água, do ar, da flora e da fauna, e respeitar todas as pessoas, conforme está dito: O Senhor Deus tomou o homem e o colocou no jardim do Éden para o cultivar e guardar (Gn 2,15); Amarás a teu próximo com a ti mesmo (Mc 12,31).
• Confiar em Deus e na sua Providência em qualquer circunstância, pois Deus é cheio de amor e fidelidade (Ex 34,6), no mesmo espírito de Jó: Deus deu, Deus tirou, bendito seja o seu santo Nome! (Jó 1,21)

33. Deus é o Criador?

Sim: No princípio, Deus criou o céu e a terra (Gn 1,1). Também: No princípio, era o Verbo e o Verbo estava em Deus, e o Verbo era Deus. No princípio, ele estava com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e nada do que foi feito, foi feito sem ele (Jo 1,1-3). O fiel Jó confessa: O Espírito de Deus me fez; o sopro do todo poderoso me deu a vida (Jó 33,4).

34. Como Deus criou o ser humano?

arcanjos

Deus disse: “Façamos o ser humano à nossa imagem e semelhança, para que domine sobre os peixes do mar, as aves do céu, os animais domésticos e todos os animais selvagens e todos os répteis que se arrastam sobre a terra”. E Deus criou o ser humano à sua imagem; à imagem de Deus ele o criou; homem e mulher ele o criou (Gn 1,26.27).

35. Deus só criou coisas visíveis? Criou também seres invisíveis como os Anjos?

Não, Deus é criador do visível e do invisível. Por exemplo, ele criou os Anjos, seres invisíveis, porque são puros espíritos, heróis poderosos que cumprem a vontade de Deus (Sl 103/102,20). Os Anjos não estão sujeitos às condições do corpo: Porque na Ressurreição, as pessoas nem se casarão, nem se darão em casamento, mas serão como os Anjos do céu (Mt 22,30). Eles vêem a Deus: Seus Anjos – disse Jesus – estão continuamente no céu, na presença do meu pai celeste (Mt 18,10). Eles servem a Deus glorificando-o: Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus Todo-Poderoso, e toda a terra está cheia de sua glória (Is 6,3). Têm a missão providencial de ajudar os seres humanos: Ele (Deus) ordenará a seus Anjos que te guardem em todos os seus caminhos (Sl 91/90,11).

36. Por que a Igreja crê que cada criança tem o seu Anjo da Guarda?

Jesus abraçou uma criança e a apresentou como modelo para seus discípulos, condenando os que escandalizassem os pequeninos e revelou a presença protetora dos Anjos guardiães junto a elas: Cuidado para não desprezar um destes pequeninos, porque eu vos digo que seus Anjos estão continuamente no céu, na presença do meu Pai celeste (Mt 18,10).

Do Catecismo Católico Bíblico, Edições Loyola, R. Paiva, SJ