Myanmar, onde está o Papa Francisco desde segunda!
novembro 28, 2017
Papa Francisco fala ao Conselho Budista em Myanmar
novembro 30, 2017

Dezembro: a Imaculada e Guadalupe, Santos e Santas, os 4 Domingos do Advento

Dezembro intenso! *

 

O calendário ficou pequeno para acolher a agenda litúrgica do mês de dezembro. As diversas memórias nos sintonizam com pessoas de carne e osso que, pelos sacramentos e pela proclamação do Evangelho, receberam o dom da fé, desenvolveram uma sintonia espiritual fina na intimidade com o Senhor, que suas vidas foram transfiguradas no seu seguimento.

Em tempos diversos, situações especiais ajudaram o próprio Deus a ser percebido, conhecido, reconhecido. Santos e Santas Lhe dedicaram seu próprio engenho, criatividade e talento. O Amor de Deus vale mais que a própria vida (Sl 63,4).

O apóstolo João conviveu com Jesus, escreveu o Evangelho. Legou-nos os segredos hauridos do Coração de Deus. Ensinou-nos a descobrir Deus agindo nas situações de maior contraste.

Os mártires Estevão, Luzia e as Crianças Inocentes selaram com a vida a chegada do Senhor. Inocentes perderam a vida ante a sanha de Herodes. Estevão, declarando que Jesus é o Senhor! Luzia, jovem, é sacrificada em perseguição à fé.

Ambrósio, bispo, converteu Agostinho, legou sua sabedoria dando acesso à revelação divina nas Sagradas Escrituras.

João da Cruz, religioso carmelita, sacerdote místico, homem de oração. A tantos iniciou na vida espiritual, inspirando continuamente a prosseguirem na imitação do Senhor.

Francisco Xavier e Pedro Canísio, sacerdotes jesuítas da primeira geração da Companhia de Jesus. Francisco Xavier, companheiro dos estudantes da universidade de Paris, liderados por Inácio de Loyola, fundaram a Ordem. Foi o primeiro dos fundadores a partir para uma missão longínqua, fora da Europa. Antes de partir para as Índias, como ainda seria necessário escrever as Constituições da Ordem, antecipada e objetivamente, deixou seus documentos com validade jurídica: para aprovar as Constituições que os companheiros tiverem aprovado, para fazer sua profissão de votos de pobreza, castidade e obediência e para eleger o superior geral que deveria dirigir a ordem (votou em Inácio de Loyola). Dedicou-se ao trabalho na Índia, no Japão e veio a falecer tentando entrar na China. Pedro Canísio trabalhou nos países de língua germânica. Homem de discernimento, grande cultura.

Celebramos igualmente as festas de Maria Imaculada e Nossa Senhora de Guadalupe. A mãe de Jesus, cheia da graça de Deus, a mãe da América Latina. Tantos incentivadores nos ajudam a nos aproximar da grande alegria do Natal, na plenitude da fé e da esperança.

O Natal é precedido pela sua preparação: o Advento do Senhor. A liturgia nos ajuda a desejar o Senhor, que nos apresenta seu chamado: “vem e segue-me” (Mt 19,21), ao longo do tempo de espera do Senhor, através de seus arautos: profetas, discípulos, evangelistas.

No primeiro domingo, Isaias, grande profeta, expressa o desejo da humanidade: “Ah! Se rompesses o céu e descesses”. “Vem ao nosso encontro”. ”Senhor, és nosso pai, nosso oleiro, somos a obra de tuas mãos”. “Deus é fiel”, garante Paulo e Marcos recomenda “estar atento aos momentos de Deus”.

No segundo domingo, Isaías: “consolai o meu povo. Como pastor, Deus nos reúne, incentiva com sua presença”. Pedro justifica que “Deus usa de paciência conosco, nos atrai, acende nossa esperança”. E Marcos menciona “o mensageiro que prepara o caminho, anuncia o mais forte, o batismo com o Espírito Santo”.

No terceiro domingo, novamente Isaías testemunha: “o Espirito do Senhor me enviou para comunicar a Boa Nova que faz germinar a justiça”. Paulo sugere o modo de proceder: “sempre alegres na oração. Deus é fiel”. João afirma que o Batista “é testemunha da luz, a voz que grita para incentivar a fé. Identifica o que está em nosso meio e não é conhecido”.

No quarto domingo, o profeta Natã fala a Davi em nome de Deus: “eu serei um pai para ele, ele será para mim um filho, Deus constrói a sua morada em nós”. Paulo insiste que “Deus nos confirma no Evangelho para lhe obedecermos na fé”. Lucas apresenta: “o anjo portador da alegria de Deus a Maria. Alegra-se cheia de graça. O Senhor está contigo. Serás a mãe do Santo, Filho de Deus, Jesus”.

Acompanhados de tantos testemunhos, possamos nos sentir agraciados pelo amor de Deus revelado no Presépio do Senhor. Nele está a certeza de que Deus atendeu à prece, Ele veio a nós!

 

Pe. Theodoro Peters, S.J.

 

  • As duas basílicas de Nossa Senhora de Guadalupe, a antiga e a nova.