Comungar bem!
outubro 10, 2015
Uma poesia para nossa Padroeira, a Senhora Aparecida
outubro 11, 2015

Familiarizar-se com as Escrituras; O sorriso da Matemática; Etnocurrículo; Nietzsche e a ontologia do vir-a-ser; Segredos de um consultório

Anthony F. Campbell, SJ, “Familiarizar-se com as Escrituras – intimidade com o texto antigo e a fé moderna”, ATF – Brasil & Loyola / SP 2015, 23×16, 182 pp.

O Autor é professor emérito da Faculdade de Teologia Jesuíta de Melbourne, Austrália. Quando ele menciona “fé moderna”, não quer dizer outra fé, mas a maneira pela qual os cristãos atuais sentem concordâncias e discordâncias com os textos sagrados e quer ajudá-los na compreensão profunda e autêntica. Ele quer induzir a uma experiência pessoal de passagens escolhidas do Antigo Testamento, e não a mais uma escuta de exposição professoral. Claramente ele coloca seu carinho e veneração pelo Antigo Testamento numa palavra prévia: “Mais antigo e mais novo: um observação”. No Prólogo ele coloca o AT em seu contexto geográfico, histórico e estuda “a interpretação como arte”. A Primeira Parte compreende “Amostras dos antigo profetas”: contexto, a questão da infidelidade religiosa, a questão da injustiça social, para chegar à reflexão teológica. Um parágrafo desta última, responde particularmente às dúvidas de nosso tempo: “Profetas de Israel: seu relacionamento com Deus, seu pensamento, nosso pensamento”. A Segunda Parte intitula-se “Amostras da narrativa fundacional”: “Humanidade: nossa origem e dignidade”: páginas iniciais do Gênesis, o Jardim, o Dilúvio; “Israel: os ancestrais e sua experiência” (foco em Abraão); “Israel: o povo e suas tradições, com forte ênfase na libertação, para concluir com o parágrafo “O povo de Deus e o amor de Deus”. É um livro de alta divulgação, com a clareza de uma pessoa habituada a ensinar, que nos ajuda com a Bibliografia das obras citadas, Índice remissivo e Índice bíblico. O Apêndice chama particularmente a atenção do leitor: “Deus e o sofrimento – acontece: a solução silenciosa de Jó”. A leitura é não tanto questionadora, mas inspiradora, e as “amostras” nos deixam mais seguros e felizes com a leitura do Testamento “mais antigo”, como o Autor prefere. Contudo, a proposta do Autor é singela e não devemos tomar suas sugestões nem sequer como painel completo do atual estado da questão bíblica. A Bíblia, as Escrituras, continuam nos socorrendo, mas também provocando a ir mais além, mais alto e mais profundamente a cada geração de leitores, crentes e estudiosos.

Roberto Sidnei Macedo & Sílvia Michel Macedo de Sá, “Etnocurrículo – Etnoaprendizagens – A educação referenciada na cultura”, Loyola / SP 2015, 21×14, 111 pp.

Liv_Etnocurrículo

Os Autores são o Prof. Dr. Macedo, da Universidade Federal da Bahia, e a Profa. Dra. Sílvia Michele, da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Eles trabalham estes dois novos conceitos, “Etnocurrículo” e “Etnoaprendizagens”, procurando ajudar na “criação de sentidos, produção e pontos de vista, definições de situações e escolhas culturalmente valorizadas” (ver 4ª página). Certamente boa contribuição para pedagogos e estudantes de pedagogia.

Paulo Nunes de Almeida, “Educação Lúdica – o sorriso da matemática – 4 – jogos cognitivos (mentasi) no ensino-aprendizagem da matemática”, Loyola / SP 2015, 21×14, 147 pp.

Liv_SorrisoMatemática

O Autor conclui com esta obra o ciclo de 4 volumes sobre educação lúdica. Certamente, como o ensino-aprendizagem de matemática é um dos elos mais fracos de nosso sistema educacional este volume em particular poderá suscitar um grande interesse prático para os educadores do ciclo fundamental, frequentemente limitados por processos repetitivos e que não conseguem captar a atenção dos alunos. Introduzindo-nos em “O pensamento matemático no ser humano”, a obra passa a “O pensamento matemático e a realidade escolar”, a “Educadores na formação do pensamento e no aprendizado lógico-matemático” para chegar ao largo quarto capítulo, ou parte: “Relação e seleção de jogos cognitivos (mentais)”.

Eduardo Nasser, “Nietzsche e a ontologia do vir-a-ser”, GEN & Loyola / SP 2015, Coleção “Sendas & Veredas”, 21×14, 270 pp.

Liv_NietzscheOntol

O Autor coordena o Grupo de Estudos Nietzshe (GEN) e participa do Groupe International de Recherches sur Nietzsche (GIRN). Neste volume ele discute as propostas do filósofo alemão sobre o tempo, dotado de realidade, e a realidade, inteiramente temporal. Na verdade, a obra nos apresenta um Nietzsche fora da visão vulgarizada e alguém absolutamente escravo da originalidade e de um novo começo absoluto, realinhando o filósofo dedicado ao estudo do ser, à velha ontologia. Livro para professores e alunos d filosofia e estudiosos do pensamento ocidental moderno.

Dr. Roque Marques Savioli, “Segredos de um consultório – um convite a fazer o exame mais importante da sua vida”, Loyola / SP 2015, 21×14, 143 pp.

14824_01ED_NOVA_Cpa_Segredos de um consultorio_OP 36094.indd

O Autor é médico supervisor no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas / SP. Tem atuado na Unidade de Cardiogeriatria e se ocupado da qualidade de vida dos pacientes. Ele compartilha neste livro sua larga experiência para ajudar o leitor a “se cuidar” com praticidade, constância e eficiência.