PALAVRAS DO PAPA FRANCISCO: a Igreja e a carne de Cristo
junho 14, 2013
São Cipriano: o Pai Nosso (1) “Brote a oração do coração humilde”
junho 21, 2013

JESUS, MANSO E HUMILDE DE CORAÇÃO, FAZEI NOSSO CORAÇÃO SEMELHANTE AO VOSSO (MT 11,29) *

JESUS, MANSO E HUMILDE DE CORAÇÃO, FAZEI NOSSO CORAÇÃO SEMELHANTE AO VOSSO (MT 11,29) *

Dispor-me o melhor que puder, com a graça de Deus. A oração preparatória seja como a de costume. O 1º preâmbulo, a composição vendo o lugar, será, aqui, ver, com o olhar da imaginação, as sinagogas, cidadezinhas e povoados por onde Cristo Nosso Senhor pregava [91]:

Vejam, eu andei pelas vilas
apontei as saídas,
como o Pai me pediu.
Portas,
eu cheguei a abri-las,
eu curei as feridas
como nunca se viu…

Olhos fixos em Jesus, o Chefe de nossa fé (Hb 12,1-4) considerarei atentamente seu convite e apelo, seu impulso e inspiração:

Minha vontade é conquistar o mundo inteiro, vencendo todos os inimigos, e assim alcançar a glória do meu Pai. Portanto quem quiser vir comigo há de trabalhar comigo, a fim de que, seguindo-me na luta, também me siga na glória [95]

Pedir a graça que quero: pedirei a Nosso Senhor a graça de não ser surdo a seu chamado, mas pronto e diligente para cumprir sua santíssima vontade [91], seguindo-o do jeito dele e não do meu

1 O jeito d’Ele: a Companhia é consagrada ao Coração de Jesus, tem o “múnus suavíssimo”, isto é, o saboroso dever de anunciá-lo do jeito que Ele é, Caridade Incriada e Encarnada. Para que aprendamos d’Ele, manso e humilde de coração (Mt 11,29), Ele, o Mestre da Vida, nos anunciou as bem-aventuranças: Fala, em particular a seus amados discípulos, das oito bem-aventuranças: “Felizes os pobres de espírito; os mansos; os misericordiosos; os que choram; os que passam fome e sede de justiça; os misericordiosos; os que choram; os pacíficos; e os que padecem perseguições” [278].
Vou dar-lhe ouvido, e considerarei meu campo de serviço com os EE, refletindo para tirar algum proveito.

2 Moisés foi manso: Com efeito, Moisés era o homem mais humilde (manso) que já existiu sobre a terra (Nm 12,3). Quem leva o Reino é manso: Alegra-te, Sião! Aclama, Jerusalém! Olha, teu Rei vem chegando: justo, vitorioso, humilde (manso), cavalgando um jumento, cria de jumenta (Zc 9,9) e Jesus (Mt 11,29 e 21,5). E os mansos herdarão a terra: se os reinos da terra são conquistados e dominados pelos violentos e prepotentes, o Reino dos céus se abre para os simples e humildes (Silvano Fausti).
Com o olhar interior, vendo Jesus como ele quis ser visto, montado no jumento, refletirei sobre aqueles e aquelas a quem estamos servindo e queremos servir mediante os EE. Refletirei sobre mim mesmo, mim mesma, para tirar algum proveito.

3 Considerarei como Cristo chama os seus amados discípulos, e lhes dá poder de expulsar os demônios dos corpos humanos e curar todas as enfermidades; como recomenda-lhes prudência e paciência: “Vede que eu vos envio como ovelhas no meio de lobos. Portanto, sede prudentes como serpentes e simples como pombas”; como lhes diz: “Não queirais possuir nem ouro nem prata; o que recebestes de graça, de graça dai”. E instruiu-os sobre o que pregar: “Indo pregar, direis: “O Reino do céu está perto de vós” (Mt 10,1-15; EE 281).
Ouvirei atentamente e examinarei as dimensões pessoais (cura, recuperação) e social (Reino) queridas pelo Salvador e apresentadas por Inácio nos EE. Inácio, sendo o homem da “cura personalis”, do cuidado e atenção à cada pessoa, é também o homem com visão universal, missão “católica”, e “um coração maior que o mundo”, semelhante ao de Cristo. Refletirei sobre mim mesmo, mim mesma para tirar algum proveito.

Colóquio: Eterno Senhor de todas as coisas, eu me ofereço, com vossa graça e ajuda, diante de vossa infinita bondade, de vossa Mãe gloriosa e todos os santos e santas da corte celestial: Quero e desejo, e é minha determinação deliberada, desde que seja para o vosso maior serviço e louvor, imitar-vos em passar todas as injúrias, todas as afrontas e toda a pobreza – tanto material quanto espiritual – se vossa santíssima Majestade me quiser escolher e receber nesta vida e estado.

R. Paiva, SJ

* [“Exercícios Espirituais” de Santo INácio de Loyola]