O Livro dos Juízes: um resumo para animar o povo em tempos difíceis
junho 5, 2015
A Santa Comunhão, a Fração (Partilha) do Pão Consagrado
junho 14, 2015

Josué é enterrado na Montanha de Efraim: começo de um tempo de lutas

Localização da Tribo de Efraim - a Montanha de Efraim

No livro de Juízes um resumo da obra de Josué

Pois Boquim significa “choro”, e ali os filhos de Israel foram repreendidos e animados. Mas não partiram em campanhas guerreiras: “Havendo Josué despedido o povo, foram-se os filhos de Israel cada qual a sua herança, a fim de ocupar o país” (ver Jz 2,5-6). Dá para imaginar as tribos, unidas por uma tradição religiosa que vai se firmando, habitantes de povoados, em faixas de terra entre as cidadezinhas dos primitivos moradores. Nada de matanças e grandes embates vitoriosos, como se pode imaginar a partir do lIvro de Josué!

A união da fé no Deus de Abraão, Isaac e Jacó, segundo tudo indica, foi a realidade dominante na vida das tribos durante os dois séculos entre a entrada na Terra Prometida e o reinado de Saul: “Serviu o povo ao Senhor durante toda a vida de Josué, assim como durante a vida dos anciãos, que sobreviveram a Josué e que tinham visto todas as obras grandiosas que o Senhor realizara em favor de Israel” (Jz 2,7). O foco do Autor serão as “obras” do Senhor, amparando os filhos de Israel e os favorecendo contra os adversários, até que se tornaram senhores do país.

O capítulo se encerra com a narrativa da morte de Josué, sua sepultura, “na montanha de Efraim”, e do advento da geração seguinte, que não participara dos acontecimentos da travessia do Jordão: “Quando aquela geração (dos liderados por Josué) também se reuniu a seus pais, seguiu-se outra geração, que não conhecia o Senhor, nem as obras que fizera por Israel. Então fizeram os filhos de Israel o que era mau aos olhos do Senhor, servindo aos Baals (os ídolos dos cananeus) (…) irritando assim o Senhor (…). Então o Senhor suscitou juízes, que os salvaram de seus espoliadores. Mas nem aos seus juízes ouviram (…). Quando o juiz morria, eles recaíam, fazendo pior ainda do que tinham feito seus pais…” (ver Jz 2,8-19).