O memorial do Sinai – 2 (Ex 19,1-8)
abril 17, 2013
As Dez Palavras de Vida e Liberdade
abril 17, 2013

O memorial do Sinai – 3 (Ex 19,9-25)

montesinai_mapaNa revelação divina do canto que introduz estes capítulos que relatam a grande Aliança de Deus com Israel no Sinai, há uma promessa que é também um convite a que o povo assuma suas responsabilidades:

“Agora, se ouvirdes a minha voz e guardardes a minha Aliança, sereis para mim uma propriedade peculiar entre todos os povos, porque toda a terra é minha” (19,5).

Bonito! Nosso Criador convida suas criaturas livres para viverem como aliados a grande aventura da História da nossa Salvação! A formosa Vontade dele é amor limpo:

“Vós sereis para mim um reino de sacerdotes e uma nação santa” (Ex 19,6).

Quem redigiu o texto esteve diante de tradições que não concordavam (como sempre acontece com testemunhas) em todos os pormenores. Daí que nós fiquemos um tanto confusos com as idas e vindas de Moisés. A linguagem recorre a fenômenos meteorológicos e cósmicos para enfatizar o momento libertador da História Santa (ver Sl 29 e Jó 38,1). A manifestação de Deus é descrita como uma tempestade e uma erupção vulcânica!

Tudo é “moldura” para que prestemos atenção ao fundamental: os Dez Mandamentos. Eles vão se desdobrar na inspiradora e humanizadora legislação de Israel, sempre referida à sua fonte e a seu herói: Moisés. Assumidas pelo Povo, vão tornar mais humana a vida, recriando a beleza dos dias do Paraíso! Vivê-los é viver a Bênção original!