O Papa em Nápolis: “Corrupção fede”.
março 23, 2015
“Celebrar a Liturgia”
março 25, 2015

O Papa Francisco testemunha o milagre de San Genaro, São Januário (Nápolis 22.03.15).

É a primeira vez que acontece na história. Não sucedeu que o sangue de San Genaro se tornasse líquido nem com Pio IX, nem com João Paulo II, nem com Bento XVI. Às quatro hora, quando o Cardeal Arcebispo de Nápolis recebeu o relicário, constatou que o sangue se tinha liquefeito pela metade. Poucos momentos mais, a liquefação estava completa. O Papa tinha beijado o relicário, segurando-o em suas mãos.

Nas suas palavras o Santo Padre tinha declarado que “não se pode amar Jesus, sem amar Sua Igreja. A Igreja existe para levar o Cristo”. Também evocou testemunhos e contra-testemunhos da vida religiosa: apego ao dinheiro, seleção de pessoas conforme as posses, o comodismo, a mundanidade…

(Extraído de Vatican Insider, La Stampa, Itália, 22 de março de 2015)