O Papa quer vir canonizar um padre gaúcho na Argentina
novembro 7, 2015
“Apologia” de Vieira; “Os Evangelhos – Memória, Biografia, Escritura”; Percursos na filosofia de Dewey
novembro 9, 2015

O Sacramento do Perdão e da Misericórdia: a Confissão

Papa Francisco confessando na JMJ_Rio

  1. Qual o sacramento que nos dá o perdão dos pecados quando temos a desgraça de os cometer depois do Batismo?

 

É o sacramento chamado “da conversão”, “da reconciliação”, “da penitência” ou “da confissão”.

Na Igreja existe “o ministério da reconciliação” (2Cor 5,18), conforme o poder de perdoar os pecados e de ligar e desligar, que Cristo concedeu aos Apóstolos na tarde do dia da Ressurreição. Com efeito, disse o Senhor: “A paz esteja convosco! Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio.” Dizendo isto, soprou sobre eles e lhes disse: “Recebei o Espírito Santo. Aqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; aqueles a quem os retiverdes serão retidos” (Jo 20,21-23).

  • É também chamado de sacramento “da conversão”, pois assinala a volta do filho ao Pai e à família, à comunhão maior na Igreja.
  • É chamado sacramento “da reconciliação”, pois reconcilia o cristão com o Cristo Deus, Cabeça do Corpo, que é a Igreja. E assim o reconcilia com os irmãos.
  • É chamado de sacramento “da penitência”, pois consagra um empenho pessoal do cristão, inspirado pela graça do Espírito de Deus, para o arrependimento, reparação e emenda dos pecados e faltas.
  • É chamado de sacramento “da confissão”, pois nele o cristão se reconhece e confessa pecador, mas salvo pela misericordiosa bondade de Deus.

Há pessoas que deixam de lado este sacramento e afirmam, às vezes, que se confessam “somente com Deus”. Elas desconhecem a união de Cristo Cabeça com o seu Corpo, a Igreja (Ef 1,22.23), na qual Cristo quer criar a Humanidade Nova e reconciliada em um só Corpo por meio de sua Cruz. Assim ele veio e anunciou a paz a vós que estáveis longe e a paz aos que estavam perto (ver Ef 2,15-17). Ignoram também o que diz a Palavra de Deus: Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros para que sejais curados (Tg 5,16). Na prática, estas pessoas consideram Cristo separado de Sua Igreja. No entanto, está dito: Que ninguém separe o que Deus uniu (Mt 19,6).

 

  1. Quem pode converter o coração humano?

 

Só o Senhor pode tornar “de carne” um coração “de pedra” (Ex 11,10). Só ele, que conhece “os segredos do coração” (Sl 24/23,4) pode criar no ser humano pecador “um coração puro” (Sl 51/50,10) e curar os de coração ferido, machucado, “quebrantado”: Aos corações partidos ele cura, vai suas feridas medicando (Sl 146,3).

* R. Paiva, SJ, “Catecismo Católico Bíblico”, Loyola / SP