Um exame de consciência proposto pelo Santo Padre neste Natal de 2014
janeiro 1, 2015
Adorando o Verbo de Deus, Filho de Maria, no Dia Mundial da Paz, 1o de Janeiro
janeiro 1, 2015

Obras de Misericórdia: “lição de casa” para todos, segundo o Papa Francisco

Entrar no Ano da Misericórdia,
rezando as Obras da Misericórdia

Preparar o coração.

Fazer sua oração preparatória, por exemplo: Converte-me e serei convertido! Seduze-me e serei seduzido! (Jr 31,18)

Pedir a graça, que quer neste caso. Por exemplo:

Jesus, que nos revelastes como o Pai quer misericórdia e não sacrifícios (ver MT 9,13), concede-me um coração misericordioso, semelhante ao Teu!

Começar, diante dos bons olhos de Deus Amor (1Jo 4,16). Sobre cada elemento da lista das obras de misericórdia parar um pouco, lembrar, interrogar-me, por exemplo:

• como estou vivendo esta obra de misericórdia?
• que devo agradecer aqui? o que devo pedir a este respeito?
• como devo fazer para agradar-te, meu Deus, quanto a esta obra? o que queres que eu faça? o que devo fazer?

Concluir, recitando o Pai Nosso, ou a Ave Maria, ou o Creio em Deus Pai, ou outra oração que você conheça e que lhe ocorra ao coração, como a Alma de Cristo: .

Obras corporais de misericórdia

1. Dar de comer a quem tem fome

• “Vinde, benditos de meu Pai! Recebei em herança o Reino que vos está preparado desde a criação do mundo, porque tive fome e me destes de comer”. (Ver Mt 25,34).

2. Dar de beber a quem tem sede.

• “Tive sede e me destes de beber” (Mt 25,35).

3. Vestir os nus

• “Estava nu e me vestiste” (Mt 25,36).

4. Dar abrigo aos peregrinos

• “Era estrangeiro e me acolhestes” (Mt 25,35).

5. Visitar os encarcerados

• “Estava na prisão e me viestes visitar” (Mt 25,36).

6. Libertar os cativos

• “O Espírito do Senhor está sobre mim e enviou-me para proclamar para os prisioneiros a libertação” (ver Lc 4,17).

7. Enterrar os mortos

• “Levantei-me, então, deixando a refeição sem ter, e trouxe o cadáver da praça para um dos quartos, a fim de o sepultar ao pôr do sol” (ver Tb 2,4-7).

Obras espirituais de misericórdia

1. Dar bom conselho

• “Faltando reflexão, fracassam os planos. Com muitos conselheiros eles têm êxito” (Pv 15,22).

2. Ensinar os ignorantes

• “Quando Jesus saiu da barca, Ele viu uma grande multidão de pessoas e teve compaixão delas, porque eram como ovelhas sem pastor. Então começou a instruí-las longamente” (Mc 6,34).

3. Corrigir os que erram

• “Irmãos, mesmo se alguém for surpreendido em alguma falta, vós, que sois espirituais, ajudai-o a se corrigir, mas isso com espírito de doçura. Toma cuidado com tua pessoa: tu também podes ser tentado” (Gl 6,1).

4. Consolar os aflitos

• “Bendito seja o Deus e Pai de Nosso Senhor, Jesus Cristo, o Pai das Misericórdias, o Deus de toda Consolação! Ele nos consola em todas as nossas aflições, para que nós possamos consolar os outros em qualquer provação, por meio daquela consolação que nós mesmos recebemos de Deus” (2Cor 1,3-4).

5. Perdoar as injúrias

• “Porque, se perdoardes aos outros as suas culpas, também vosso Pai dos Céus vos perdoará. Mas se não lhes perdoardes, vosso Pai não vos perdoará vossas culpas” (Mt 6,14).

6. Sofrer com paciência as fraquezas do próximo

• “Nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não buscar nossa própria satisfação” (Rm 15,1).

7. Rogar a Deus pelos vivos e defuntos

• “Não rogo somente por eles, mas por todos os que hão de crer em mim por sua palavra. Que todos sejam um (…) como nós [o Pai e Jesus] somos Um!” (ver Jo 17,20-22).