No tempo de Débora, a Juíza de Israel, outra heroína: Jael
novembro 17, 2015
Abrindo o Advento: O Precursor!
novembro 28, 2015

Preparando o Jubileu da Misericórdia – 1

“Misericordiosos como o Pai – Carta Pastoral da Arquidiocese de São Paulo / SP

História do Pecado e da Misericórdia

A história do Povo de Deus e da humanidade, de maneira geral, é história de pecado, de misericórdia e de graça de Deus. E não é diferente hoje. A soberba pode estar presente nas atitudes de negação e ofensa a Deus, como também nas práticas religiosas apenas formais e sem conversão sincera da vida. Um mundo que pretende edificar-se, sem Deus, cai na mesma tentação de Adão e Eva, lá no início da humanidade. O tentador os enganou: “sereis como deuses” (Gn 3,5). A soberba dos nossos primeiros pais e da humanidade deu e continua a dar origem a tanta confusão no mundo! O soberbo pensa que não precisa de Deus, nem de religião, nem de perdão, nem de mão estendida… Pensa que a misericórdia é para os fracos e não para o “super-homem”, que se coloca no lugar de Deus. Quanta vontade de ser “super” existe também hoje, sem a aceitação dos próprios limites! Quanto esforço para preencher, com mais vazio, o vazio da vida! A soberba da vida leva à frustração e pode levar à destruição, não apenas de si mesmo, mas também dos outros e do mundo!