Serviço dos Jesuítas para os Refugiados, Papa e Secretário Geral da Onu: trégua na Síria
maio 6, 2016
Perdoar e ser perdoado: no seio da Misericórdia
maio 11, 2016

Rezando com São Basílio Magno A ação do Espírito Santo

Rezando com São Basílio Magno

A ação do Espírito Santo *

Qual é o homem que, ao ouvir os nomes com os quais é designado o Espírito Santo, não eleva o seu ânimo e o seu pensamento para a natureza divina? É chamado “Espírito de Deus”, Espírito da Verdade, que procede do Pai, Espírito da Retidão, Espírito Principal, e como nome próprio de peculiar, “Espírito Santo”.

Pai Eterno, o Profeta Isaías teve uma grandiosa visão, ouviu que os cidadãos do céu Te aclamam como “Santo, Santo, Santo” (Is 6,3), pois Tu és o Santo de Israel (Is 12,6). Queres que Teu Povo seja Santo: “Sereis santos, porque eu sou Santo” (Lv 11,4). Eternamente és Santo, eternamente és Pai, eternamente és Deus! Eternamente Teu Espírito é Deus, no único Deus! Eternamente Ele é o laço eterno entre Tu e o Filho Eterno. Assim és Eterna Comunhão, Eterna Unidade! Nós Te adoramos, ó Pai e Filho e Espírito Santo, ó Trindade Altíssima! Faze-nos santos! Que se faça Tua Vontade, assim na terra como no céu!

Volta-se para Ele [o Espírito Santo] o olhar de todos os que buscam a santificação. Para Ele tende a aspiração de todos os que vivem segundo a virtude. É o Seu sopro que os revigora e reanima para atingirem o fim natural e próprio, para que foram feitos.

Senhor meu Deus, Divino Espírito, santificar é dar saúde a nossas almas, nossos espíritos, nossos corações! Dar saúde ao mais íntimo de nosso íntimo é purificar, é dar vida, é vivificar. Santifica Teu povo, purifica nossa humanidade, vivifica os amados por Jesus, que derramou até a última gota de Seu Sangue por todos e cada um dos filhos de Deus!

Ele [o Espírito Santo] é Fonte de santidade e luz da inteligência. É Ele que de Si mesmo dá certa iluminação a nossa razão natural para que encontre a verdade.

Cristo é a Verdade, o Caminho e a Vida! É por Tua obra que Ele foi concebido! É por Tua obra que nós O encontramos e somos inseridos no Seu Corpo Místico, Corpo Verdadeiro, que Ele mesmo gerou no seu Mistério Pascal! Jesus, por nós crucificado e, para nós, ressuscitado, nos leva para junto do Pai, com a força do Divino Espírito! O que Te suplico, ó Santo Espírito, é que nos faças encontrar Jesus e caminharmos segundo Seu Evangelho, com afeto, fidelidade, amor sincero. Mesmo aqueles que não reconhecem o Cristo Jesus são iluminados por Ti, para que vivam honestamente, ou, lá de baixo na maior lama, saiam e olhem para cima, para o Altíssimo, Onipotente e Bom Senhor!

Inacessível por Sua natureza, Ele [o Espírito Santo] torna-se acessível por Sua bondade. Enche tudo com o Seu poder, mas comunica-se apenas aos que são dignos, não a todos, na mesma medida, mas distribuindo os Seus dons em proporção da Fé. Simples na essência, múltiplo nas manifestações do Seu poder, está presente por inteiro em cada um, sem deixar de estar todo em todo lugar. Reparte-se e não sofre diminuição. Todos dele participam e permanece íntegro, à semelhança dos raios do sol, que fazem sentir a cada qual a sua luz benéfica como se fosse para ele só, e, contudo, iluminam a terra e o mar e se difundem pelo espaço. Assim é também o Espírito Santo: está presente a cada um dos que são capazes de recebê-lo, como se estivesse nele só, e, não obstante, dá a todos a totalidade da graça de que necessitam. Os que participam do Espírito recebem os seus dons na medida do poder do mesmo Espírito.

Divino Espírito, também podes fazer cada um de nós, incapazes, indignos do Teu Amor, necessitados de cura e salvação, capazes de acolher os Teus dons! Sobretudo, concede-nos Tua caridade!

Pelo Espírito, os corações são elevados ao Alto, os fracos são conduzidos pela mão, os que progridem na virtude chegam à perfeição. Ele ilumina os que foram purificados de toda a mancha e torna-os espirituais pela comunhão consigo. E como os corpos límpidos e transparentes, sob ação da luz, se tornam extraordinariamente brilhantes e irradiam novo fulgor, da mesma forma as almas que recebem o Espírito e são por Ele iluminada e tornam-se espirituais e irradiam sobre os outros a graça que lhes foi dada. Dele procede a previsão do futuro, a inteligência dos mistérios, a compreensão das coisas ocultas, a distribuição dos carismas, a participação na vida do céu, a companhia dos coros dos anjos. Dele nos vem a alegria sem fim, a união constante e a semelhança com Deus. Dele procede, enfim, o bem mais sublime, que se pode desejar: o ser humano é divinizado.

Toca nossos corações! Que mais conheçamos e amemos Jesus! Que nos importe tudo o que disser respeito a Jesus e a Seu Evangelho! Que o Coração de Jesus seja o Rei e o Centro de todos os nossos corações! Ó Fonte de Luz e Bem, vence-nos e convence-nos! Amém! Aleluia!

* Ofício das Leituras F II H VII Tempo Pascal; Cap 9,22-23: PG 32,107-110.