O Islã é ou não é religião de paz? Responde Pe. Samir.
janeiro 29, 2015
Deuteronômio (2): A herança de Moisés sempre atualizada
janeiro 29, 2015

Rezemos a Fé na Encarnação e na Trindade com Santo Atanásio!

– “O Verbo de Deus veio em auxílio da descendência de Abraão”, como diz o Apóstolo. “Por isso deveria fazer-se em tudo semelhante aos irmãos” (Hb 2,16-17) e assumir um corpo semelhante ao nosso. Eis porque Maria está verdadeiramente presente neste mistério: foi dela que o Verbo assumiu, como próprio aquele corpo que haveria de oferecer por nós.

Rezemos: Bom Jesus, que Teu Espírito nos mova a sentir a verdade de Tua Encarnação, a verdade de nossa irmandade, a verdade de nossa filiação adotiva do Pai! Dá-nos corações gratos e contentes! Dá-nos um carinhoso amor, um confiante amor, à Tua Mãe e Mãe nossa também!

– A Sagrada Escritura, recordando este nascimento, diz: “Envolveu-o em panos” (Lc 2,7). E proclama felizes os seios que O amamentaram. Menciona também o sacrifício oferecido pelo nascimento deste Primogênito. O Anjo Gabriel, com prudência e sabedoria, já o anunciara a Maria. Não lhe disse simplesmente: “Aquele que nascer em ti”, a fim de que nãos e julgasse tratar-se de um corpo extrínseco, nela introduzido, mas disse: “de” ti (ver Lc 1,35 Vulgata), para que se cresse que o fruto desta concepção procedia realmente de Maria.

Rezemos: Divino Espírito, que confessemos, gratos e amorosos, com prudência e sabedoria, que Nosso Senhor Jesus Cristo, Filho Eterno do Pai Eterno, é, de fato, Filho de Maria Santíssima, nosso verdadeiro irmão!

– Assim que o Verbo, recebendo nossa natureza humana e oferecendo-a em sacrifício, assumiu-a em sua totalidade, para nos revestir, depois, de sua natureza divina, segundo as palavras do Apóstolo: “É preciso que este ser corruptível se revista de incorruptibilidade. É preciso que este ser mortal se revista de imortalidade” (1Cor 15,53).

Rezemos: Bom Jesus, de fato morreremos, como nossos maiores. Muitos de nós descreem da Ressurreição da Carne. Quanto muito falam de uma vida da alma no além, ou de fantasmas, ou de reencarnação. Não acreditam que haverá novos céus e novas terras, e que O veremos como Tu nos vês (ver 1Cor 13,12). Converte-nos! Que aguardemos, com firme fé e bela esperança, que ressuscitaremos, entrando na Comunhão dos Santos!

– Estas coisas nãos e realizaram de maneira fictícia, como julgam alguns, o que é inadmissível! Nosso Salvador se fez verdadeiro home, assim alcançando a salvação do ser humano em sua totalidade. Nossa salvação não é, absolutamente, algo de fictício, nem limitado só ao corpo. O Verbo de Deus realizou a salvação do ser humano todo, corpo e alma.

Rezemos: Bom Jesus, nos nossos dias, apesar de clamores interesseiros pelos direitos humanos, multidões não aprendem a respeitar o corpo humano, que é objeto de prazer irresponsável, de matança, vítima do aborto e do suicídio assistido. Há linchamentos e condenações à morte. Multiplicam-se os assassinatos por paixões desenfreadas ou por motivos fúteis. Tem piedade de nós! Converte-nos e seremos convertidos!

(…)

– Contudo, tendo o Verbo tomado corpo no seio de Maria, a Trindade continua sendo a mesma Trindade, sem aumento ou diminuição. É sempre perfeita! Na Trindade reconhecemos uma só Divindade. Assim a Igreja proclama um só Deus no Pai e no Verbo.

Rezemos: O Amor não se diminui abaixando. Tua Encarnação nos revela no Amor até o fim (Jo 13,1) o Amor Eterno, eternamente fecundo, Pai e Filho igualmente eternos, na Força Eterna, o Espírito Santo! És Deus Amor, União perfeita, porque Comunhão sem defeitos! Graças e louvores a Ti, nosso Senhor e nosso Deus!