Os santos Pais do Batista
novembro 18, 2016
A bênção “teimosa”
novembro 20, 2016

Rute, Booz: “avós” do Messias!

Filho do Homem

Rute e Booz: “E foram felizes para sempre” (Rt 4)

Muita estória infantil terminava com a festa de casamento e o refrão: “E foram felizes para sempre”. Talvez pudéssemos dizer o mesmo do casamento de Rute, a moabita, e Booz, israelita. Mas o Livro de Rute, seja composto na antiguidade, seja no século II aC, como outros livros sapienciais, qualquer que seja seu Autor, não termina com a festa lá nos campos de Belém!

Já os anciãos, chamados a testemunhar o acordo pelo qual Booz pôde comprar o terreno de Noemi e adquirir o direito de se casar com Rute, entoam uma bênção, onde ouvimos ecoar a fé de Israel no Deus de Abraão, Isaac e Jacó, o Deus da Promessa: “Que o Senhor torne a mulher, que vai entrar em tua casa, semelhante a Raquel e a Lia, as duas mulheres que edificaram a Casa de Israel (as esposas de Jacó)! E tu te mostres ‘poderoso’ (= “Booz”) em Éfrata (“A fértil”, região de Belém), e te tornes célebre em Belém (“A casa do pão”)! A tua casa se torne semelhante a de Farés, que Tamar (outra estrangeira, como Rute) deu à luz para Judá, graças à descendência que o Senhor dará a esta jovem (Rute)”! Para quem tem fé existe futuro.

O Livro de Rute certamente vai contra todo o fechamento patrocinado (Esd 9,12 e 10,2) por Esdras, depois da volta do Exílio da Babilônia, fortemente contra todo casamento com mulheres não judias. O Autor de Rute recorda que a mesma descendência de Judá, antepassado dos Belemitas, se deve ao filho de Tamar, outra estrangeira, como Rute (ver Gn 38). E vai acrescentar, que o filho de Booz e Rute, Obed (“O servidor de Deus”, como o nome de seu pai, Elimelec, “Deus é meu rei”) vai ser o avô do grande rei Davi, de onde sairia o Messias! Nas nossas linhas tortas, o Senhor Deus, acima dos tempos, vai “escrevendo” a História de nossa Salvação.

Assim, Jesus, não tem “sangue puro”, uma fantasia das mais bobas, embora assassina,  além de ignorante, porque, no tempo dos testes do DNA, sabemos que a raça humana é toda misturada! Jesus, como mostra o Livro de Rute e, mais tarde, São Mateus (ver Mt 1), é “filho do homem”, não só “filho de Israel”, e veio inserido na humanidade, e não só na Casa de Jacó, para nos salvar a todos. Bendito seja!