Santo Elias, Profeta (20 de agosto)
abril 27, 2013
Santo Eduardo, rei e confessor da fé (1043-1066) – 13 de outubro
abril 27, 2013

Santo Egídio (1º de setembro)

StoEgídioA memória humana é falha e, tantas vezes, guarda apenas alguma coisa mais colorida de algum parente, mesmo dos pais ou dos irmãos. Também é assim na Igreja, nossa família. Nosso santo foi fundador e abade de um mosteiro nas margens do Ródano, em tempos remotos (entre o século VIII e IX depois de Cristo!), quando a Europa era ainda coberta de muitas florestas e poucas e pequenas cidades. Em algumas regiões, ele é invocado para casos de delírio e loucura. Sendo sua pátria a França, ele mereceu ter, na Inglaterra, por exemplo , 160 igrejas sob seu patrocínio!

Na belíssima catedral de Chartres, na França, ele é figurado em dois vitrais. Num deles, é lembrado um episódio com o Imperador Carlos Magno. O Santo Abade, celebrando Missa, teria obtido  perdão de um pecado oculto do Imperador, que não tinha tido coragem de confessá-lo.
Ele teria começado a vida como eremita na floresta, morando numa caverna. Consta que uma cerva lhe deixava pegar seu leite. Um nobre, em caçada, disparou contra o bichinho, quando o viu entrando na gruta, mas a flecha atingiu a perna de Egídio. O nobre, entristecido, doou-lhe aqueles terrenos. Egídio, então, acolheu discípulos e fundou o mosteiro. Esses episódios contribuíram para a popularidade do nosso santo.
Seja como for, o certo é que a boa explicação para tanta devoção em tantos lugares e por tantos séculos só pode estar na caridade e humildade vividas por Santo Egídio e pelas graças alcançadas através de sua invocação. Experimentemos! Deus é bom e nós cremos na Comunhão dos Santos! Santo Abade Egídio, rogai por nós, em particular pelos enlouquecidos!