A Tenda da Aliança
abril 18, 2013
O Senhor falava a Moisés como um amigo a seu amigo (ver Ex 33,11)
abril 18, 2013

Um Deus “sem teto”

arcaDo capítulo 35 à primeira parte do 39 do Livro do Êxodo é dedicado ao santuário, nos dias de Moisés e ainda por muitos séculos, até o reinado de Salomão, em forma de tenda. A ideia ficava de que o Deus Libertador os acompanhava dia a dia, acampando com eles, Sua Tenda da Reunião do Povo, no meio das tendas deles.

Claro! Havia a tentação de acreditar que se a Tenda ali estava, e dentro dela, a Arca da Aliança, não havia porque se preocupar com nada. Na verdade, estes capítulos finais do Livro do Êxodo seguem aos Dez Mandamentos e a numerosas prescrições que cuidavam de humanizar as relações entre as pessoas, com os bens materiais e até com os animais e alimentos (capítulos de 20 a 34). Esta legislação, retomada no Livro do Levítico, meditada e comentada através dos milênios, veio a desembocar nos monumentais Talmudes, obra prima do judaísmo, que constituem a espinha dorsal do comportamento moral do povo judeu até nossos dias.

Mais tarde, no tempo de Davi, o Profeta Natã iria recordar ao rei que Deus não precisa de casa, e é Ele quem estava dando “casa” a Davi (ver 2Sm 7). Salomão, o construtor do Primeiro Templo, vai se envaidecer: “Eu construí para Ti (ó Senhor) uma casa, em que habitas para sempre” (1Rs 8,13). Contudo, a sabedoria e a humildade parecem ter prevalecido na sua mente, pois se corrige adiante: “Mas será verdade que Deus habita com os homens nesta terra? Se os céus e os céus dos céus não podem Te conter (ó Senhor), muito menos esta casa que construí” (1Rs 8,27). Por isso, Salomão suplica: “Quando orarem neste lugar, escuta onde resides, no céu” (1Rs 8,30).

O Evangelista João (Jo 1,14), na Luz de Cristo, nos faz ver na pessoa do Verbo feito carne, a nova e definitiva tenda da Presença Divina. No texto grego transparece um jogo de palavras entre o termo hebraico “shekinah” – “presença” – e o verbo grego “skenoun” – “armar a tenda”, “acampar”. Jesus é a verdadeira Casa ou Tenda ou Templo de Deus entre nós (ver Jo 2,19-21) e nós sabemos que somos “Templos do Espírito Santo” (ver 1Cor 6,19).